Reportagem

NOS Primavera Sound faz "Justice" à diversidade musical no primeiro dia

O NOS Primavera Sound já começou e juntou dezenas de milhares de pessoas no Parque da Cidade do Porto.

Para o primeiro dia, Justice, Run The Jewels e Cigarettes After Sex eram os grupos mais esperados, mas todos os restantes usaram os seus trunfos para ganhar a atenção e entusiasmo do público.

Rodrigo Leão & Scott Matthew e Samuel Úria já são muito conhecidos do público português e também marcaram presença, pois não podiam faltar a um festival tão icónico do Porto.

Miguel e Flying Lotus, dos EUA, e Arab Strap, da Escócia, só podiam ser boas surpresas para quem ainda não os conhecia.

Os escoceses Arab Strap vieram com histórias escritas no papel para contar. E se o inglês era carregado de um sotaque tão forte que mal dava para entender, todos os instrumentos em palco juntavam-se em sonoridades que envolviam as dezenas de milhares de espetadores.

A noite continou com a loucura de Run The Jewels. O rap e toda a crítica social vociferada pelos norte-americanos deram uma noite inesquecível. A banda elogiou o público: “Porto, you are wild!” (Porto, vocês são selvagens).

Para fechar o primeiro dia de festival, foi a vez de Justice subirem ao palco NOS e fazerem "justiça" àquilo que melhor sabem fazer.

Considerados por muitos os reis da música electrónica, o duo francês transformou o Parque da Cidade do Porto numa verdadeira pista de dança, logo abrir com "D.A.N.C.E.", injectando muita energia e adrenalina nos milhares de festivaleiros que não arredaram pé, cantando e dançando ao som dos clássicos que Gaspard Augé e Xavier de Rosnay produziram.

Justice em especial, mas também outros músicos, vieram ao Primavera Sound com uma grande produção de luzes e maquinaria em palco.

Os dois carregam sempre uma cruz luminosa atrás. Um símbolo controverso que pode ser interpretado de muitas maneiras, mas que pode ser visto como se a música e criação musical fosse a verdadeira religião da banda.

Os próximos dias prometem ainda mais movimento, pois os bilhetes já esgotaram, e com mais bandas internacionais a atuar. O festival só termina na madrugada de domingo.

Publicidade

Próximos eventos

1920Jan

Slow J

Porto

2021Jan

Soy Luna

Lisboa

24Jan

Myles Sanko

Porto

25Jan

Myles Sanko

Lisboa

25Jan

Carla Bruni

Lisboa

27Jan

Carla Bruni

Porto

31Jan

Steven Wilson

Lisboa

Publicidade
Aceito Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web.
  • por ,
  • por ,
  • por ,